A MOCHILA - 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A MOCHILA - 1

Mensagem  José Monteiro em 2008-04-18, 12:48

COMO ESCOLHER A MOCHILA

Vai caminhar? Escalar? Pedalar? O caminho é longo ou curto? O que vai levar? Ao sair para a natureza para praticar algum desporto de aventura ou viajar, um dos acessórios mais importantes é a mochila. E saber como escolher uma que atenda às suas necessidades vai fazer a diferença entre escolher uma grande companheira de aventuras ou uma verdadeira inimiga, com elevados custos no seu desempenho. As mochilas modernas – bem diferentes das antigas, com design “quadrado”, desconfortáveis e muito pesadas – possuem tecnologia de ponta: são feitas de materiais leves e resistentes, podem ser impermeáveis, possuem tiras que permitem o ajuste perfeito ao corpo, sistema de suspensão para melhor distribuição do peso, e os mais diversos compartimentos, para os mais variados equipamentos e situações.

Existem dois tipos básicos de mochilas: as de caminhada de longa duração (ou de carga) e as de ataque. As de carga são ideais para “trekking”, expedições e longas viagens, pois possuem mais espaço para armazenar a bagagem, compartimento para transporte de reservatório de água, aberturas laterais, alças anatómicas, costado ergonómico e tecidos "inteligentes" que maximizam o seu desempenho. As de “ataque” costumam ser menores e mais práticas, sendo usadas geralmente em viagens mais curtas e situações que exigem menos material e maior dinamismo e agilidade.


Adequação

Ao escolher uma mochila, é importante analisar uma série de aspectos antes de tomar uma decisão:

  • tipo de actividade praticada (caminhada, escalada, ciclismo...)

  • duração (longa, curta, média...)

  • época do ano (quente, fria, chuvosa...)

  • região (mata fechada, grandes subidas, trilhos abertos...)

Todos estes são factores que devem ser levados em consideração. Afinal, escolher a mochila errada pode resultar numa grande dor de cabeça – e numa dor de costas maior ainda.


Características gerais

Além de leve e resistente, uma boa mochila deve oferecer:

  • flexibilidade (estrutura forte, mas não rígida, permitindo que a bolsa se mova em harmonia com o corpo)

  • equilíbrio (a estrutura deve manter o peso perto do centro natural de gravidade

  • estabilidade (diversas tiras de compressão que fixem os objectos dentro da mochila, evitando que choquem contra o corpo, e que prendam a mochila às costas, deixando-a mais estável)

  • liberdade de movimentos (mochilas mais estreitas e próximas ao corpo, permitindo que os braços se movam livremente)

  • sistema de ajuste (sistema de suspensão que ajuste a mochila ao corpo e distribua melhor o peso)


Características específicas

  • Correia de cintura: tira ajustável na cintura. Deve ser larga e acolchoada, para aumentar a capacidade de carregar pesos maiores sem magoar a cintura e sem comprometer o equilíbrio. Deve ficar logo acima do osso ilíaco (os dois ossos proeminentes na frente do quadril), área onde a região pélvica começa a ficar mais larga, permitindo uma fundação estável e forte para a mochila. Conselho: mantenha a mochila próxima ao corpo, mas não aperte muito o cinto, pois pode incomodar e até magoar.

  • Alças acolchoadas: mochila grande, peso grande. Portanto, as mochilas de viagem devem ter alças largas anatómicas, acolchoadas e com ajuste (tiras finas e duras podem magoar o ombro e tornar o peso mais difícil de carregar).

  • Painel nas costas: camada fina, mas resistente, feita geralmente de polietileno de alta densidade. Isso acrescenta rigidez à estrutura sem acrescentar peso, deixando a mochila mais firme (recta) e evitando que os objectos dentro da bolsa fiquem “perfurando” as costas.

  • Protector das costas: algumas mochilas de estrutura interna oferecem um painel de espuma até metade das costas, numa tentativa de separar a mochila das mesmas, e melhorar a circulação de ar. No entanto, esse sistema não ajuda muito – em longas caminhadas ou actividades mais “puxadas” é inevitável ficar com as costas suadas.

  • Sistema de suspensão: são diversas tiras com ajuste, localizadas nos ombros, no dorso e na cintura (apoio lombar, apoios dorsais laterais, estabilizadores superiores e laterais e estabilizador peitoral). Essas tiras permitem que o peso seja reposicionado e distribuído entre ombros, costas e quadris, deixando a mochila mais leve e fácil de carregar.

  • Revestimento: como as mochilas com sistema de ajuste costumam ficar mais próximas ao corpo, é normal que as costas fiquem mais quentes e suadas. Portanto é interessante escolher uma mochila com revestimento “Dry System” em todas as partes em contacto com o corpo, para melhor absorção do suor e ventilação.

  • Material: as mochilas modernas geralmente são feitas de nylon ou “cordura”, que são tecidos fortes, resistentes, leves, e com um bom acabamento. Ambos resistem bem à abrasão e à água (é claro que você não vai poder mergulhar num rio com a mochila …).

  • Compartimento para água e/ou sistema de hidratação: algumas mochilas possuem vários bolsos externos laterais e outros compartimentos onde é possível guardar uma garrafa de água e de fácil acesso no momento da sede. Outras possuem duas bolsas laterais de tela elástica onde é possível acomodar duas garrafas pequenas de água, deixando-as mais à mão. Algumas mochilas modernas já vêm equipadas com sistema de hidratação, ou seja, um compartimento interno para depositar uma bolsa ou reservatório de água (“Camelbak”) e uma pequena abertura para passar o longo e flexível tubo com tampa, que pode ser levado à boca a qualquer momento, sem precisar abrir a mochila ou procurar as garrafas de água nas bolsas laterais.

  • Extras e anexos: muitas mochilas possuem inúmeros pontos de amarração (presilhas) que possibilitam que você anexe ainda mais bolsas e equipamentos, como cordas, tiras, capacetes, etc. Algumas mochilas possuem compartimento frontal externo ajustável - óptimo para guardar artigos molhados -, além de bolsos laterais feitos de tela elástica ideais para carregar garrafas de água. Tudo isto é muito bom para organizar melhor a sua bagagem, mas é preciso ter em mente que todos os extras acrescentam mais peso à mochila.

Este trabalho constitui parte do Módulo "Logística e Técnicas de Campo", que leccionei já este ano, integrado numa acção de Formação de Animadores de Programas de Lazer e Natureza, que decorreu em Nisa.

José Monteiro

Mensagens : 6
Data de inscrição : 11/04/2008
Idade : 52
Localização : NISA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum